Design sem nome (3)

Como você quer ser cuidado?

Ontem em uma reunião da Escola da Inteligência na Escola Monteiro Lobato, que nos recebe tão amorosamente, e se preocupa com a formação das pessoas que estão aqui, não apenas como alunos mas como cidadãos, foi falado muito sobre como influenciamos nossos filhos na construção da sociedade que queremos.

Não adianta querer mudar o mundo sem começar por sua casa, sem começar por você!

As pessoas falam que querem um mundo mais justo, mas na primeira oportunidade furam uma fila por que acham que seu tempo é mais importante que o das demais pessoas. Querem um mundo mais igual, mas olham torto para aquele menino de rua que pede comida no sinal.

E logicamente levei esse raciocínio para o nosso mundo. Nunca vi ninguém falar que quando ficar velho quer ser abandonado emocionalmente, ou quer ser lembrado como aquele velho “reclamão”. Nunca vi alguém projetar sua vida e se imaginar sozinho durante dias e dias em casa, sem receber ao menos uma visita, ou querer passar os dias sozinhos na frente de uma tv. Porém o que temos feitos pelos nossos idosos? Como nossos filhos nos tem visto cuidar das pessoas mais velhas?

Será que eles nos veem presentes e verdadeiramente preocupados em oferecer boas condições para os avós ou nos veem reclamar do cansaço e de “como seu avô é teimoso!!”?

Será que nossos filhos estão aprendendo com as nossas atitudes que os avós sim estão envelhecendo, e que temos que nos adaptar ao ritmo mais lento que andam, para aproveitar enquanto estão aqui?

Parece que as vezes negamos e nos esquecemos que eles aprendem conosco todos os dias como cuidar dos mais velhos, e que quando menos percebermos são eles que estarão cuidando de nós e a forma que farão terá sido aprendida com nós mesmos.

Como você quer viver quando for idoso? Como você vive com os seus pais hoje?

COMPARTILHE O POST

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email