fbpx
Summertime image of healthy active retired woman smiling, stretching arm muscles after running training outdoors, posing in forest. Health, well being, age, people, sports and activity concept

Exercícios físicos garantem qualidade de vida a idosos

A Organização Mundial da Saúde estima que, em 2050, a população mundial com idade superior a 60 anos chegue a 2 bilhões. Isso representa um quinto da população mundial! Com o aumento da estimativa de vida vem um grande desafio: como envelhecer saudável?

 O brasileiro está vivendo mais. A expectativa de vida no Brasil chegou a 76 anos, de acordo com a projeção de 2018 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), e o maior desafio das atuais gerações é alcançar a longevidade com qualidade de vida. Porque, para viver muito, é preciso viver bem! Uma série de hábitos positivos pode colaborar para uma terceira idade saudável.

 Além de uma alimentação adequada para a faixa etária, ter uma rotina de exercícios impacta no bom funcionamento do organismo. A prática de atividade física na terceira idade é importante para reduzir os danos causados pelo tempo, como o enfraquecimento dos músculos, perda de equilíbrio, perda de agilidade e flexibilidade e de resistência muscular.

 O Conceito de Treino FR considera que a prática de exercícios físicos regulares deve ter a orientação de um de um profissional de educação física de preferência com experiência para desenvolver as atividades adequadas pois essa idade faz com que essas capacidades físicas melhorem para que eles venham a ter uma qualidade de vida melhor.

 E com todas essas alterações físicas devido à idade, os idosos sofrem bastante, principalmente quando se trata do seu nível de autonomia e da independência, o que pode implicar em dificuldades na realização de atividades da vida diária, levando a total incapacidade funcional.

 Além disso, nessa idade, muitas pessoas sentem a necessidade de um convívio com mais pessoas, e a prática do exercício físico pode muito bem ser um dos melhores remédios contra a depressão e outras doenças. É importante aproveitar esses momentos e oferecer os benefícios sociais envolvendo exercícios em grupos, com atividades lúdicas para que eles não se sintam excluídos socialmente. Além disso, a prática regular de uma atividade física produz endorfinas, serotonina, hormônios proporcionam a sensação de bem-estar.

 Prevenção de doenças

 Como envelhecer é um processo que ocorre aos poucos, quanto mais cuidar da saúde física e mental, menores serão as chances de ter doenças crônicas, aquelas doenças que necessitam de um acompanhamento por maior tempo, como diabetes, hipertensão, entre outras. O exercício físico ajuda a prevenir e a combater essas doenças e evitar doenças do coração. A recomendação da OMS é que a partir dos 65 anos, seja uma atividade física moderada, de preferência em grupo, no mínimo três dias por semana e em intensidade que varia de acordo com as condições de saúde e de mobilidade de cada pessoa.

 De forma geral, por semana, são suficientes 150 minutos de atividade moderada ou 75 minutos de atividade intensa. Para todas as idades, vale a lembrança de que o aumento do tempo de atividade física potencializa os resultados.

 

O Conceito de Treino FR aplicado na rotina das pessoas 60+ e também a 4ª idade.

 A Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG) recomenda que a prática de exercícios físicos esteja na rotina de pessoas de qualquer idade, uma vez que os exercícios vão se refletir na qualidade de vida e no envelhecimento ativo. E vale lembrar que os benefícios não são apenas físicos, mas também psicológicos e sociais, uma vez que também podem influenciar na autoestima do idoso.

 Podemos entender, por enquanto, como a faixa etária da 4ª Idade, aquele grupo de pessoas que possuem uma idade cronológica por acima dos 80 anos. Embora exista pouca informação específica acerca das características bio-psico-social das pessoas da 4ª Idade; devido à sobreposição já mencionada, mas sem dúvida, é um grupo etário que cada dia vai tomando sua própria personalidade por ter maior força e representatividade na população

 Deve-se estimular essa população à prática de atividades físicas capazes de promover a melhoria da aptidão física relacionada à saúde e as atividades do dia a dia. Enquanto ao exercício físico planejado pedagogicamente, não podemos esquecer que o mesmo é uma agressão ao organismo a fim de produzir alterações e mudanças positivas a corto, medianas ou longo prazo; com o objetivo fundamental de fortalecer a saúde das pessoas e consequentemente a qualidade de vida.

 Os principais benefícios da prática da atividade física para população 60+ 

  • Melhora do condicionamento físico
  • Melhora da qualidade de sono
  • Diminuição da ansiedade e do estresse
  • Ampliação do contato social
  • Controle de peso
  • Melhora da mobilidade e no equilíbrio
  • Melhora do controle da pressão arterial
  • Preservação dos ossos e articulações
  • Melhora do quadro de dor em geral
  • Promoção da independência e autonomia

 As atividades mais recomendadas

 Caminhada

Descrita por muitos como o exercício perfeito, pela facilidade de executar e seus benefícios, a caminhada ajuda a prevenir problemas como a obesidade, fortalece ossos e articulações, melhora a circulação sanguínea, capacidade cardíaca e pressão arterial. A SBGG recomenda a caminhada (passos rápidos) entre 30 minutos e uma hora por dia.

 Atividades aquáticas

Exercícios físicos na água, como natação e hidroginástica, e realizados com a orientação de um profissional, propiciam o fortalecimento dos músculos e melhoram a saúde cardiovascular e respiratória, e têm como vantagem o impacto reduzido pela água. Também podem diminuir o estresse nas articulações.

 Dança

Além de muito prazerosa, a dança permite o exercício de vários grupos musculares e propicia benefícios na agilidade, coordenação motora e equilíbrio. A prática também pode estimular o convívio social, promovendo a interação com outras pessoas e se refletindo na autoestima do idoso. Vale ir em festas, bailes, aulas de dança ou até dançar em casa mesmo!

 Alongamento

Os exercícios de alongamento também aparecem como opções simples e eficazes para melhorar a capacidade funcional e a qualidade de vida dos idosos. Uma vertente é o pilates, método que já conquistou a terceira idade, por trabalhar o corpo com movimentos desse tipo. A atividade contribui para a flexibilidade, o equilíbrio e o fortalecimento da musculatura. Pode ser feito em estúdios específicos para a prática e alguns exercícios podem ser realizados em casa, sob a supervisão de um profissional capacitado.

 Musculação

Associar exercícios aeróbicos com exercícios resistidos (musculação) também contribui positivamente para a saúde. A musculação ajudar a aumentar a força muscular e o desempenho físico geral, e como consequência, previne o avanço de limitações funcionais e ainda contribui para o alívio de dores crônicas, como a artrite. O treino ideal para cada indivíduo se exercitar com segurança, adaptado a suas possíveis limitações, pode ser desenvolvido e acompanhado por um profissional de educação física.


Fabio Rocha

e-mail: prof.esp.fabiorocha@gmail.com

11-99145 0866

www.coachfabiorocha.com

#rrochacoach #rrochafabio

COMPARTILHE O POST

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email